Fundação Edson Queiroz - Universidade de Fortaleza

Banner
Twitter Youtube Flickr

Buscar

Unifor on-line

Programa da Disciplina

DISCIPLINA: S343 - SEMIOL E SEMIOT ENFERMAGEM

CRÉDITOS: 4.4

PROFESSORES:


    EMENTA:

    Semiologia e semiotécnica. Bases teórico-metodológicas na coleta de dados. Considerações éticas no cuidado. Método clínico em enfermagem. Avaliação física por sistemas e segmentos. Exames complementares.

    PROGRAMA:


    UNIDADE I - Introdução à semiologia a semiotécnica.

    Descrever a inserção da semiologia e semiotécnica na fundamentação do processo de enfermagem, identificando aspectos éticos na interação profissional e clientes.

    01.01 - Considerações sobre a disciplina;
    01.02 - Bases teórico-metodológicas para coleta de dados em enfermagem;
    01.03 - Interação profissional e diversidade de clientes/enfermeiros.



    UNIDADE II - Método clínico em enfermagem.

    Campo de prática – contextualização e problematização do campo. Aplicar as técnicas de entrevista à criança, adulto e idoso, organizando e registrando os dados nos prontuários. Demonstrar as habilidades básicas do exame físico à criança, respeitando suas particularidades do crescimento e desenvolvimento, ao adulto e idoso, preparando o cliente, ambiente e material para a realização do exame físico.

    02.01 - Entrevista: construção do instrumento para coleta de dados; técnicas e aplicação no histórico de saúde com enfoque na criança, adulto e idoso;
    02.02 - Exame físico: preparo do cliente, ambiente e material;
    02.03 - Ectoscopia - análise da aparência geral, comportamento, biótipo, medidas antropométricas;Sinais e sintomas gerais;
    02.04 - Métodos propedêuticos: inspeção, palpação, percussão, ausculta, olfação e medição;
    02.05 - Avaliação do crescimento e desenvolvimento infantil.



    UNIDADE III - Exame físico geral.

    Avaliar a aparência geral e o comportamento do cliente. Executar as medidas antropométricas, verificando peso, altura, perímetro cefálico, torácico, circunferência abdominal e sinais vitais.

    03.01 - Pele e fâneros;
    03.02 - Sinais vitais: temperatura, pulso, respiração, pressão arterial e oximetria de pulso como indicador vital.



    UNIDADE IV - Avaliação das condições emocionais, mentais e neurológica do cliente.

    Discorrer sobre achados normais e anormais nos segmentos corporais. Realizar a avaliação por segmentos corporais, no sentido céfalocaudal, empregando a semiotécnica e desenvolvendo o processo de enfermagem.

    04.01 - Psico-emocional: memória, humor, linguagem, cognição;
    04.02 - Neurológica: verbal, motora e reflexos.



    UNIDADE V - Avaliação por segmentos.

    Descrever os achados normais e anormais das condições psicoemocionais e neurológicas. Avaliar as condições psicoemocionais e neurológicas, aplicando a semiotécnica relacionando o processo de enfermagem.

    05.01 - Cabeça e pescoço;
    05.02 - Tórax: aparelho cardiocirculatório;
    05.03 - Tórax: aparelho respiratório;
    05.04 - Abdome: aparelho digestório;
    05.05 - Abdome: aparelho urinário;
    05.06 - Genitais: feminino e masculino;
    05.07 - Aparelho locomotor.



    BIBLIOGRAFIA
    Básica:


    JARVIS, Carolyn. Exame fisico e avaliacao de saude. Tradutor et al: Fernando Diniz Mundim et al. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.


    ANDRIS, Deborah A et al. Semiologia : bases para a pratica assistencial. Tradutor et al: Carlos Henrique Cosendey et al. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.


    PORTO, Celmo Celeno;PORTO, Arnaldo Lemos. Exame clínico : bases para a pratica médica. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.


    BARROS, Alba Lucia Botura Leite de et al. Anamnese e exame fisico : avaliacao diagnostica de enfermagem no adulto. 2. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2010.


    NORTH AMERICAN NURSING DIAGNOSIS ASSOCIATION(Org.). Diagnósticos de enfermagem da NANDA : definições e classificação. Tradução de Cristina Correa. Porto Alegre: ARTMED, 2006. 2005-2006.


    SANTANA, João Carlos et al. Semiologia pediátrica. Porto Alegre: ARTMED, 2003.


    POTTER, Patricia A. Grande tratado de enfermagem pratica : clinica e pratica hospitalar. Colaboração de Anne G Perry.Tradução de Hildegard Thiemann Buckup; Terezinha Oppido. 3. ed. São Paulo: Editora Santos, 2001.


    ALFARO-LEFEVRE, Rosalinda. Aplicação do processo de enfermagem : um guia passo a passo. Tradução de Ana Maria Vasconcellos Thorell. 4. ed. Porto Alegre: Artes Medicas Sul, 2000.


    SWEARINGEN, Pamela L. Atlas fotografico de procedimentos de enfermagem. Colaboração de Cheri A Howard.Tradução de Rosali Isabel Barduchi Ohl. 3. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2004.


    POSSO, Maria Belén Salazar. Semiologia e semiotecnica de enfermagem. São Paulo: Atheneu, 1999.


    POTTER, Patricia A. Fundamentos de enfermagem : conceitos, processo e pratica. Colaboração de Anne G Perry.Tradução de Isabel Cristina Fonseca da Cruz; Marcia Tereza Luz Lisboa; William César Alves Machado. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997. v.1.


    FISCHBACH, Frances Talaska. Manual de enfermagem : exames laboratoriais e diagnosticos. Colaboração de Marshall Barnett Dunning.Tradução de Cláudia Lúcia Caetano de Araújo. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.


    NETTINA, Sandra M. Brunner pratica de enfermagem. Tradução de Jose Eduardo Ferreira de Figueiredo. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003. v.1.


    NETTINA, Sandra M. Brunner pratica de enfermagem. Tradução de Jose Eduardo Ferreira de Figueiredo. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003. v.3.

    SOUZA, L. J. E. V. Semiologia e semiotécnica em enfermagem. Coleção de softwares educacionais. Fortaleza: UNIFOR, 2003.
    RIBEIRO, M. I. L. C.; FUREGATO, A. R. F. Reflexões sobre a importância do relacionamento interpessoal na formação de profissionais de enfermagem. Rev. Nursing, v. 66, n. 6, p. 19-24, nov., 2003.
    VAL, L. F.; SÁ, F. F. M. F.; SANTOS, R. M. Percepção dos alunos de graduação em enfermagem sobre o ser enfermeiro. Revista Nursing, v.76, n.7, set. 2004.
    ROLIM, K. M. C.et al. Sensibilizando os discentes para o cuidado humanizado: vivências do ensino-aprendizagem. Revista RENE. v. 5, n. 2, jul-dez, p. 79-85, 2004.
    FROTA, M. A.; BARROSO, M. G. T. Repercussão da desnutrição infantil na família. Rev. Latino-am Enfermagem, Rio de Janeiro, v. 13, n. 6, p. 996-1000, nov./dez. 2005.
    VASCONCELOS, J. M. B.; PEREIRA, M. A.; OLIVEIRA, E. F. Exame físico na criança: um guia para o enfermeiro. Rev. Bras Enfem, Brasília, v. 52, n. 4, p. 520-528, out/dez, 1999.
    FIGUEIREDO, G.L.A.; MELLO, D.F. A prática de enfermagem na atenção a saúde da criança em unidade básica de saúde. Rev. Latino-am Enfermagem. Rio de Janeiro, v. 11, n. 4, p. 541-554, jul./ago. 2003.
    SÁ, S. P. C.; FERREIRA, M. A. Cuidados fundamentais na arte de cuidar do idoso: uma questão para a enfermagem. Esc. Anna Nery R. Enferm, v. 8, n. 1, p. 46-52, abr. 2004

    WALDOW, Vera Regina. Cuidado humano : o resgate necessario. 2. ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 1999.


    CURY, Augusto Jorge. Pais brilhantes, professores fascinantes : a educação de nossos sonhos: formando jovens felizes e inteligentes. 16. ed. Rio de Janeiro: Sextante, 2003.


    BOFF, Leonardo. Saber cuidar: etica do humano - compaixao pela terra. 11. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.


    JOHNSON, Spencer. Quem mexeu no meu queijo?. Tradução de Maria Clara de Biasi. 51. ed. Rio de Janeiro: Record, 2006.


    Patch Adams - o amor e contagioso. Produtor : Mike Farrell.Distribuição de Universal Pictures.Direção de Tom Shadyac.Elenco : Robin Williams; Monica Potter; Philip Seymour. Estados Unidos:[s.n.], 1998. 1 DVD (115 min).


    A Corrente do bem. Direção de Mimi Leder.Distribuição de Warner home vídeo.Elenco : Kevin Spacey; Helen Hunt; Haley Joel Osment. Brasil: Warner Bross Picture, 2001. 1 DVD (142 min).


    Uma Lição de amor. Produtor : Marshall Herskovitz; Edward Zwick.Direção de jessie Nelson.Distribuição de PlayArte Home Vídeo.Elenco : Sean Penn; Michelle Pfeiffer; Laura Dern; Dianne Wiest. Estados Unidos: New Line Cinema, 2001. 1 VHS (132 min).

    Livros para Fichamento (Os alunos deverão ler um livro por mês e entregar o fichamento na prática na última semana de cada mês).

    Obs: A carga horária do crédito até o semestre 2007.2 equivale a 15 h.
            A partir do semestre 2008.1 a 18 h.